Quinta Feira, 24 de Maio de 2018
E agora, Temer?


19/05/2017
O poeta mineiro Carlos Drummond de Andrade (1902 – 1987) é um dos nomes mais lembrados da literatura brasileira, quem sabe todos conhecem o inicío do seu poema: ‘José’ que nos diz: “E agora, José? A festa acabou”...
Parafraseando Drummond, “E agora, Temer? O romance com o Congresso Nacional acabou...”, porém ainda não é esse trecho do poema que me chama a atenção, mas sim ainda na primeira estrofe quando o poeta diz: “Você que é sem nome..., que ama, protesta?”. Quando o autor escreveu essas frases ele referia a sua vida, ao momento em estava passando há muitos anos na década de 40. Passados 77 anos remeto ao poeta para uma reflexão do Brasil na última semana.
A quarta-feira, 10 de maio, ficou marcada pelo encontro entre o juiz federal Sérgio Moro e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Curitiba recebeu o reforço no policiamento e toda a imprensa se voltou a capital do Estado do Paraná. O dia ainda foi marcado por protestos contra e a favor do ex-presidente.
Na sexta-feira, 12, o presidente Michel Temer (PMDB) comemorou seu primeiro ano de mandato. Reuniu ministros e parlamentares no Palácio do Planalto fez um balanço das suas ações e citou as reforma trabalhista e a da Previdência, que tramitam no Congresso. Ele ainda criticou "gastos excessivos" do passado.
Já na quarta-feira, 17, uma semana depois da polêmica audiência de Moro e Lula, o Brasil parou novamente com as declarações bombásticas reveladas pelo jornal O Globo, através de matéria assinada pelo jornalista Lauro Jardim onde o dono da JBS, a maior produtora de proteína animal do mundo, empresário Joesley Batista grava a conversa com o presidente Temer dando aval para a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB). O episódio ainda envolve o senador Aécio Neves (PSDB), candidato a presidência em 2014 e também o deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR). Na manhã de ontem, quinta-feira, (18), o STF determinou afastamento de Aécio Neves e Rocha Loures dos mandatos. O deputado paranaense está em Nova York com o prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB).
Há pouco mais de um mês escrevi sobre o desgoverno Temer. Ministros envolvidos em corrupção e que aos poucos vão deixando seus postos. Numa média histórica, Temer, desde que assumiu definitivamente a presidência amargou a queda de quase um ministro por mês.
Sem a preocupação com a popularidade, o presidente Temer estava com as discussões avançadas e impondo a todo custo às reformas. Dentre as mais polêmicas e destacadas estão a trabalhista e a previdenciária.
E agora, Temer? O governo entra em crise. Deputados e senadores que até então estavam na base aliada começam a fazer oposição e pedir a renúncia do presidente, porém no final da tarde de ontem, em pronunciamento assegurou: “Não renunciarei”. O objetivo maior de Temer será "segurar" o cargo. Em resumo, mais uma vez o maior prejudicado é o povo brasileiro. Ainda no mesmo dia, o ministro Edson Fachin autorizou a abertura de inquérito para investigar Michel Temer.
A segunda estrofe do poema também pode se contextualizada “Está sem mulher, está sem discurso, está sem carinho”. A mulher saiu com o impeachment. O discurso se perdeu nas atitudes. O carinho do congresso nacional se transformou em desafeto.
O poema termina, parafraseando “você marcha, Temer! Temer, para onde?”

 

“Na política, a verdade deve esperar o momento em que todos precisem dela”.

Bjornstjerne Bjornson (1832 a 1910), escritor norueguês

Fonte: José Antônio Costa


 
Veja Mais:

  • 18/05/2018 - Afinal, o que querem os prefeitos?
  • 11/05/2018 - Para que serve o Dia das Mães?
  • 04/05/2018 - Troca de figurinhas da Copa
  • 28/04/2018 - Diga eu te amo enquanto há vida!
  • 20/04/2018 - Divulgar imagem de cadáver poderá render prisão!
  • 13/04/2018 - E o pobre cada vez fica mais pobre!
  • 06/04/2018 - Com Lula preso o Brasil será mais justo?
  • 29/03/2018 - O que significa Feliz Páscoa?
  • 23/03/2018 - Expediente eleitoreiro
  • 16/03/2018 - R$ 2,6 bilhões para bancar as eleições 2018
  • 02/03/2018 - Carli Filho x bebida e direção
  • 26/02/2018 - O Apocalipse da TV e a Bíblia!
  • 23/02/2018 - A polêmica “Taxa de Lixo”
  • 02/02/2018 - Jovens fora da escola
  • 26/01/2018 - Faltam “novos” presidenciáveis!
  • 19/01/2018 - Jornalismo fora do Facebook
  • 12/01/2018 - Projetos insignificantes
  • 05/01/2018 - O que esperar de 2018?
  • 29/12/2017 - Tchau 2017
  • 22/12/2017 - Qual o melhor presente de Natal?
  • 08/12/2017 - Quando Tiririca falou!
  • 04/12/2017 - Pedágio mais caro!
  • 24/11/2017 - Consciência Negra ou Humana?
  • 17/11/2017 - O câncer de próstata e o novembro azul
  • 10/11/2017 - A trufa no semáforo e o picolé de Jales
  • 03/11/2017 - A Reforma, 500 anos depois...
  • 28/10/2017 - Bullying: O Bocão da Royal
  • 20/10/2017 - Será a volta do trabalho escravo?
  • 13/10/2017 - Quando deixamos de ser criança?
  • 06/10/2017 - O Sul é meu País?
  •  
    © Jornal Noroeste - Escrevendo a história de Nova Esperança e região desde 1985
    Rua Governador Bento Munhoz da Rocha Neto, 354 - Sala 101 - Nova Esperança, PR - CEP 87600-000 - Fone 044 3252 3908
    Desenvolvido por Hnet Websites