Segunda Feira, 12 de Novembro de 2018
Sétima Arte: A Garota Dinamarquesa


19/02/2016
É notável a arbitrariedade dos cinemas de nossa região ao escolher o quê e quando o público deve assistir, algo que é realmente uma lástima! Digo isso porque na semana passada, junto com o estrondoso “arrasa quarteirões” Deadpool estreou nacionalmente também um filme de muito peso, mas menos barulho que seu concorrente mascarado, A Garota Dinamarquesa, um melodrama pesado, cheio de altos e baixos e que faz o expectador rever seus conceitos sobre a humanidade que se encerra em cada um.
Talvez, o fato de A Garota Dinamarquesa ser um filme para poucos embase essa decisão de atrasar sua estréia em uma semana, dessa forma o filme não seria ofuscado pela novidade que foi Deadpool, mas mesmo assim ele é um dos fortes concorrentes ao Oscar em algumas categorias, o que, por si só, já garante um público fiel, não justificando essa decisão estranha.
De qualquer forma, os atrasos nas estréias não param por aí, pois os fãs de terror estão decepcionados com o fato de O Boneco do Mal (não dê risada, essa foi a tradução brasileira para o título original The Boy! Vai entender!) não ter estréia prevista ainda na região, sendo que no restante do Brasil, os fãs de terror já estão apreciando o filme, que aparenta ser muito melhor do que o título brasileiro dado a ele e que já até ganhou uma versão pegadinha do Silvio Santos (tá fazendo um sucesso grande esse vídeo na net).
Mas, mesmo com uma semana de atraso, vale a pena ver A Garota Dinamarquesa, pois o diretor Tom Hooper tenta repetir o sucesso de público e crítica que alcançou com seu premiado O Discurso do Rei. Só que agora, parte para um tema mais polêmico, pois, ao invés da gagueira do monarca inglês, dessa vez ele aborda a natureza feminina encarcerada no corpo de um pintor da Dinamarca. Um tema pesado e pouco compreendido, ainda para os dias de hoje, mas que se torna sublime na interpretação do ganhador do Oscar de melhor ator no ano passado, Eddie Redmayne.
Diga-se de passagem, Redmayne, juntamente com Alicia Vikander, que interpreta a mulher do pintor, são os grandes destaques do filme, com suas performances incontestáveis fazem o público rir e chorar com suas alegrias e dramas particulares. Se o trabalho dos atores é incontestável, o mesmo não se pode dizer do trabalho de Hooper na direção, pois ele empobrece sua obra ao aplicar alguns clichês desnecessários para a narrativa da história, como a cena do choro na chuva, clássica para ilustrar o fato de que as coisas não andam bem na vida do protagonista.
Hooper tem se caracterizado como o diretor que insiste exaustivamente no mesmo tema durante seus filmes, foi possível ver isso no Discurso do Rei e fica ainda mais claro em A Garota Dinamarquesa, mas de uma forma geral, esse fato, chamado de “monotema”, incomoda menos no primeiro do que no segundo, isso porque o tema abordado em A Garota Dinamarquesa ainda é uma quebra de tabu para a sociedade, tanto hoje quanto era na década de 1920, período de ambientação da trama.
Vamos à sinopse! O filme é a cinebiografia de Lili Elbe, interpretada por Redmayne, que nasceu homem e foi a primeira pessoa a se submeter a uma cirurgia de mudança de gênero no mundo. A trama aborda todo o drama em volta disso e o sofrimento de Einar (seu nome masculino) em se firmar como uma mulher presa no corpo de um homem. Como pano de fundo encontra-se o relacionamento amoroso do pintor dinamarquês com Gerda, interpretada pela excelente Alicia Vikander, e sua descoberta e afirmação como mulher. Nessa perspectiva, o filme pode não ser visto como uma proposta de defesa da causa do movimento LGBT (mesmo que traga grandes contribuições nesse sentido) e sim como a história de alguém que não se encaixava no tempo e no espaço onde existia.
Esse é um filme bastante denso e tenso, mas que vale a pena ser visto, se não pela história abordada, pelo menos pela ótima direção de arte, pois ele é visualmente muito bonito. Tendo quatro indicações ao Oscar 2016, essa é uma boa opção para quem gosta de um bom drama nesse fim de semana. Aproveite porque, após o atraso na estréia, nada garante que esse filme fique em cartaz por muito tempo.

Fonte: Odailson Volpe

 
Veja Mais:

  • 09/11/2018 - Sétima Arte: Bohemian Rhapsody
  • 26/10/2018 - Sétima Arte: Halloween
  • 19/10/2018 - Sétima Arte: O Primeiro Homem
  • 11/10/2018 - Sétima Arte: Nasce Uma Estrela
  • 05/10/2018 - Sétima Arte: Venom
  • 28/09/2018 - Sétima Arte
  • 21/09/2018 - Sétima Arte: O Mistério do Relógio na Parede
  • 21/09/2018 - Brincadeiras, truques de mágica e muita palhaçada alegraram os alunos do “Comecinho de Vida”
  • 14/09/2018 - Sétima Arte - A Freira
  • 06/09/2018 - Associação Divina Providência realiza 1ª Noite Cultural
  • 31/08/2018 - Sétima Arte
  • 24/08/2018 - Sétima Arte - Slender Man – Pesadelo sem Rosto
  • 17/08/2018 - Sétima Arte - Christopher Robin – Um Reencontro Inesquecível
  • 10/08/2018 - Sétima Arte
  • 08/08/2018 - Museu Rural conta a história da colonização
  • 02/08/2018 - Coach Jaiva Suelen ministra palestra sobre como aplicar conceitos e ferramentas capazes eliminar a z...
  • 16/07/2018 - Coral Municipal: marco da nossa cultura
  • 06/07/2018 - Sétima Arte: Homem-Formiga e a Vespa
  • 29/06/2018 - Sétima Arte: Hereditário e Os Incríveis 2
  • 22/06/2018 - Sétima Arte: Jurassic World: Reino Ameaçado
  • 22/06/2018 - Nova Esperança abrirá votação popular para escolha de um prato típico
  • 15/06/2018 - Sétima Arte: Oito Mulheres e Um Segredo
  • 12/06/2018 - Sétima Arte: Eu Só Posso Imaginar
  • 25/05/2018 - Sétima Arte: Han Solo - Uma História Star Wars
  • 18/05/2018 - Nova Esperança fazendo bonito na Expoingá 2018
  • 18/05/2018 - Sétima Arte - Deadpool 2
  • 11/05/2018 - Sétima Arte - A Noite do Jogo
  • 04/05/2018 - Sétima Arte - Paulo, Apóstolo de Cristo e Verdade ou Desafio
  • 30/04/2018 - Lenir Azevedo é coautora do livro “Equilíbrio: Corpo, Mente e Espírito”
  • 28/04/2018 - Sétima Arte: Vingadores: Guerra Infinita
  •  
    © Jornal Noroeste - Escrevendo a história de Nova Esperança e região desde 1985
    Rua Governador Bento Munhoz da Rocha Neto, 354 - Sala 101 - Nova Esperança, PR - CEP 87600-000 - Fone 044 3252 3908
    Desenvolvido por Hnet Websites