Segunda Feira, 24 de Setembro de 2018
Patrimônio inestimável


25/11/2016
Existe um slogan usado por uma clínica médica que assim diz: “saúde – o nosso maior patrimônio”. Temos um tempo finito nesta vida. Isto é, indiscutivelmente, uma realidade. Todos independentemente de qual classe social estejam inseridos, passarão pela morte. A questão é se podemos postergar a hora da partida, porque não fazer?
Segue publicada nesta edição uma interessante reportagem sobre a importância da prevenção do câncer de próstata. Pessoas que atuam nos mais diversos segmentos compareceram até a Associação Comercial e Empresarial de Nova Esperança para assistir uma rápida, porém importante palestra sobre o tema, ministrada por um especialista da área da urologia. Ledo engano quem pensa que não é função a entidade promover este tipo de evento.
A Acine Jovem, composta por diversas lideranças empresariais da cidade, está de parabéns por fomentar, não somente entre os empresários como também colaboradores e sociedade como um todo, a conscientização sobre o que o diagnóstico precoce pode trazer de vantagens ao paciente. As projeções do Instituto Nacional do Câncer – INCA para o próximo ano são de cerca de 70.000 novos casos de câncer de próstata, somente no Brasil. O câncer de próstata é a segunda principal causa de morte por câncer em homens, seguido apenas pelo câncer de pulmão. Cerca de 1 homem em 36 morrerá de câncer de próstata. Isto sim é alarmante.
A forma invasiva do toque retal é a principal barreira geradora de preconceito para uma realização mais periódica dos exames. “A masculinidade não é afetada por conta do exame”, lembrou na ocasião o palestrante.
É necessário romper com toda forma empecilhos psicológicos e culturais no sentido de preservar a vida, que indubitavelmente, é nosso maior patrimônio. Quem não se lembra do antigo programa apresentado por Silvio Santos intitulado de “Show de calouros”? Composto por vários jurados, Pedro de Lara (1925-2007) era o mais  proeminente e folclórico. Arrancava gargalhadas de quem acompanhava nos idos das décadas de 70 e 80, o popular programa. Acompanhei anos atrás a notícia do falecimento de Pedro de Lara. O brincalhão e machão jurado morrera de câncer de próstata. Relutava ele em ser submetido aos exames. A cena dos familiares, amigos e fãs em volta do seu caixão foi transmitida nacionalmente pela TV e a causa de sua morte, repercutida na mídia impressa de todo o país. A relutância em encarar que o melhor caminho é a visita periódica a um médico tem levado muitos homens à morte. Ame Deus acima de todas as coisas e em seguida  sua família. Presenteie os seus com o desfrute de sua presença. Preserve a sua saúde. Tenha hábitos saudáveis e faça os exames periodicamente. Apenas assim é possível postergar a estada neste lugar, já que somos forasteiros neste mundo.  
 
“Em geral, nove décimos da nossa felicidade baseiam-se exclusivamente na saúde. Com ela, tudo se transforma em fonte de prazer”. - Arthur Schopenhauer (1788-1860) 

Fonte: Alex Fernandes França

 
Veja Mais:

  • 03/08/2018 - O homem cordial, a política e a Lei de Gérson!
  • 04/06/2018 - Mundo em colapso
  • 12/01/2018 - O ano que queremos...
  • 24/11/2017 - Marcas no corpo e na alma
  • 25/08/2017 - "Nem com uma flor..."
  • 28/07/2017 - Ódio ideológico
  • 22/06/2017 - Investir em Esportes faz bem
  • 09/06/2017 - Escolas do Crime
  • 02/06/2017 - Há esperança para o Antonio Esperança?
  • 26/05/2017 - Reciclando ações
  • 19/05/2017 - A amplitude da informação aliada à Educação
  • 15/05/2017 - Até onde vai a credibilidade das redes sociais?
  • 02/05/2017 - Viagens extraordinárias
  • 17/04/2017 - Cidadania e justiça
  • 31/03/2017 - O progresso pede passagem
  • 27/03/2017 - A carne é fraca?
  • 17/03/2017 - Respeito é bom...
  • 03/03/2017 - O menor de idade e a falência do sistema carcerário
  • 24/02/2017 - Refis: justo ou injusto?
  • 17/02/2017 - Chega de violência
  • 10/02/2017 - Que comecem os trabalhos...
  • 27/01/2017 - Fato ou boato: até onde vai a credibilidade das redes sociais?
  • 20/01/2017 - Vilas Rurais: desvio de finalidade?
  • 06/01/2017 - Gestão Pública eficiente: anseio coletivo
  • 23/12/2016 - Real motivo de celebração
  • 17/12/2016 - Responsabilidade Humana
  • 25/11/2016 - Patrimônio inestimável
  • 11/11/2016 - Ultranacionalista no poder
  • 28/10/2016 - Finados: dia de celebrar a vida
  • 21/10/2016 - Bye bye clientes
  •  
    © Jornal Noroeste - Escrevendo a história de Nova Esperança e região desde 1985
    Rua Governador Bento Munhoz da Rocha Neto, 354 - Sala 101 - Nova Esperança, PR - CEP 87600-000 - Fone 044 3252 3908
    Desenvolvido por Hnet Websites