Segunda Feira, 12 de Novembro de 2018
::: De Aristóteles a Maly... De Rosseau a Pasquini: Façam suas apostas...


26/06/2014
Neste momento os olhos do mundo todo estão voltados para a Copa do Mundo. Mesmo os países que não participaram e até mesmo os torcedores dos já desclassificados focam no maior evento do gênero. Para muitos, este será um ano bastante curto, com Copa do Mundo e eleições, não só presidencial, mas para governador, deputados estaduais e federais e senadores (majoritárias e proporcionais). É um ano sobremaneira atípico, o Brasil sedia, pela segunda vez em sua história, uma Copa do Mundo, já que a primeira foi em 1950, vencida pelo Uruguai em pleno estádio do Maracanã. O povo brasileiro tem uma relação muito estreita com o futebol, que é o principal esporte do país: sua paixão nacional. É o único a contabilizar 05 conquistas (1958/1962/1970/1994 e 2002). Os torcedores agora esperam pelo hexa. A Copa vai passar, uma seleção será campeã e a vida continua. Precisamente no nosso país, muito mais importante do que sediar a Copa, será eleger os novos governantes. A maior proximidade é com os deputados, já que ao que tudo indica teremos candidatos no município. Os nomes na esfera estadual são os do empresário Eduardo Pasquini (PSD) (que nunca ocupou cargo político) e da ex-prefeita Maly Benatti (PSC), que administrou o município por duas gestões e que, principalmente em seu primeiro mandato, executou grandes e importantes obras para a cidade, como a revitalização do Parque das Grevíleas, construção do Centro de eventos, readequação da avenida Felipe Camarão dentre outras.
Pasquini tem em seu currículo ser um empresário de vanguarda no setor mandioqueiro e que já presidiu com muita competência a Associação Brasileira dos Produtores de Mandioca (ABAM) sendo um dos que mais fortemente lutou pela classe e na articulação junto a deputados em Brasília para aprovação de importantes projetos para o setor. Fomentou também estudos e alternativas tecnológicas que sem dúvidas contribuíram para o desenvolvimento do setor. Sua parcela de contribuição fez com que as exportações do setor também apresentassem significativo crescimento, sobretudo em função da revolução industrial propiciada pelas diversas modificações químicas do amido de mandioca, que geraram variados tipos de amidos modificados de mandioca. O setor atraiu gigantescas multinacionais para o Brasil, que passaram a exportar o amido de mandioca brasileiro para todos os continentes do mundo.
Como se observa, Nova Esperança e região estarão bem representadas caso um ou os dois se eleja. Mesmo em período de Copa, a política não pára. As articulações para a composição das alianças continua a ocorrer e o tempo urge. O dito popular de que “quem chega primeiro bebe água fresca” é real e qualquer atraso fará com que o apoio pretendido não ocorra em face de que políticos como prefeitos, vereadores e deputados federais já tenham assumidos previamente outros compromissos com seus respectivos candidatos. Na definiçao de Aristóteles (384 a.C. - 322 a.C.) a Política é a ciência que tem por objeto a felicidade humana e divide-se em ética (que se preocupa com a felicidade individual do homem) e na política propriamente dita (que se preocupa com a felicidade coletiva). Havia na Grécia da época de Aristóteles uma lei, segundo a qual todo homem vencido na guerra tornava-se propriedade do vencedor. Um eventual mal desempenho de um destes dois candidatos terá reflexos nas eleições de 2016, já que a cidade os tem como virtuais candidatos também ao próximo pleito, onde se elegerão prefeito e vereadores. O vencido nos tempos atuais não se torna escravo na essência da palavra, mas políticamente perde domínio e poder. Mais do que eleger “A” ou “B” baseado em carisma e posses, o eleitor tem que pautar seu voto em propostas e atentar para os temas sociais e econômicos de interesse público: política educacional, política de segurança, política salarial, política habitacional, política ambiental, etc. Como dizia o célebre filósofo e cientista político suíço Jean Jacques Rousseau (1712-1778) "O mundo da realidade tem seus limites. O mundo da imaginação não tem fronteiras." Talvez a realidade diga que dificilmente ambos se elegerão, já que se crê que apenas um ou outro ocupará um lugar na Assembleia Legislativa. O mundo da imaginação age sobre o natural e o transforma em algo factível. Com perfis diferentes e frentes distintas de ação, porque não afirmar que teremos dois representantes, cada qual com sua característica, cada qual com sua base eleitoral. A região é grande e há espaço para todos. De Aristóteles a Maly. De Rosseau a Pasquini. A sorte estará lançada. Façam suas apostas...

“A política é quase tão excitante como a guerra e não menos perigosa. Na guerra a pessoa só pode ser morta uma vez, mas na política diversas vezes”. - Winston Churchill (1874-1965)

Fonte: Alex Fernandes França

 
Veja Mais:

  • 03/08/2018 - O homem cordial, a política e a Lei de Gérson!
  • 04/06/2018 - Mundo em colapso
  • 12/01/2018 - O ano que queremos...
  • 24/11/2017 - Marcas no corpo e na alma
  • 25/08/2017 - "Nem com uma flor..."
  • 28/07/2017 - Ódio ideológico
  • 22/06/2017 - Investir em Esportes faz bem
  • 09/06/2017 - Escolas do Crime
  • 02/06/2017 - Há esperança para o Antonio Esperança?
  • 26/05/2017 - Reciclando ações
  • 19/05/2017 - A amplitude da informação aliada à Educação
  • 15/05/2017 - Até onde vai a credibilidade das redes sociais?
  • 02/05/2017 - Viagens extraordinárias
  • 17/04/2017 - Cidadania e justiça
  • 31/03/2017 - O progresso pede passagem
  • 27/03/2017 - A carne é fraca?
  • 17/03/2017 - Respeito é bom...
  • 03/03/2017 - O menor de idade e a falência do sistema carcerário
  • 24/02/2017 - Refis: justo ou injusto?
  • 17/02/2017 - Chega de violência
  • 10/02/2017 - Que comecem os trabalhos...
  • 27/01/2017 - Fato ou boato: até onde vai a credibilidade das redes sociais?
  • 20/01/2017 - Vilas Rurais: desvio de finalidade?
  • 06/01/2017 - Gestão Pública eficiente: anseio coletivo
  • 23/12/2016 - Real motivo de celebração
  • 17/12/2016 - Responsabilidade Humana
  • 25/11/2016 - Patrimônio inestimável
  • 11/11/2016 - Ultranacionalista no poder
  • 28/10/2016 - Finados: dia de celebrar a vida
  • 21/10/2016 - Bye bye clientes
  •  
    © Jornal Noroeste - Escrevendo a história de Nova Esperança e região desde 1985
    Rua Governador Bento Munhoz da Rocha Neto, 354 - Sala 101 - Nova Esperança, PR - CEP 87600-000 - Fone 044 3252 3908
    Desenvolvido por Hnet Websites